Como está o mercado de VoIP?

Dollarphotoclub_40980253

Nem tudo está perdido,  pelo menos é o que as operadoras de telefonia voIP estão informando.

A  recessão e crise econômica que o Brasil está enfrentando, pode sinalizar uma grande oportunidade para a área de telefonia VoIP.

No cenário atual, boa parte dos empresários está planejando cortar custos em suas empresas. Seja em recursos humanos ou tecnológicos, o objetivo para o ano de 2015 e provavelmente 2016 é enxugar o máximo possível.

Com exceção das empresas que utilizam minutos de telefonia como “matéria prima”, no caso os Call Centers, a grande maioria não se preocupa com a conta de telefonia e quando estão insatisfeitas, não trocam de operadora por medo de problemas na migração.

Por que as empresas geralmente ignoram o custo de telefonia?

O primeiro motivo é a conferência e auditoria das contas telefônicas, dependendo do volume de chamadas, fica inviável auditar sem um software específico. Além disso, algumas operadoras fazem questão de enviar o extrato de chamadas em papel, dificultando ainda mais o processo de auditoria.

Em seguida, as empresas acreditam que a troca da operadora de telefonia pode trazer risco de ficar sem serviço de telefonia na migração entre operadoras. Desconfiança que ocorre devido a péssima qualidade de serviço das operadoras. (Vide os indicares do PROCON)

Por outro lado, algumas empresas não tem o contrato com a operadora de telefonia, não sabem o preço do minuto, a cadência e outros detalhes que influenciam na cobrança do minuto. Geralmente não dispõem  de um colaborador na que tenha tempo para ficar horas em atendimento no SAC da operador.

Esses e outros pontos contribuem para o crescimento das operadoras de telefonia VoIP. (Voz sobre IP). Em muitos casos a redução do custo de telefonia pode chegar a 40%, além de permitir um atendimento diferenciado e maior transparência na apresentação do billing mensal.

Vale ressaltar que existem muitas empresas irregulares que oferecem o serviço de telefonia VoIP, dessa forma, é importante analisar a empresa nos quesitos de capacidade técnica, recursos tecnológicos e licenças exigidas pela Anatel.

Em 2008, ano da crise imobiliária nos Estados Unidos, o Brasil também foi afetado economicamente e se analisarmos as empresas de telefonia VoIP da época, foram os anos que mais cresceram.

Abaixo, podemos analisar a crescente procura das palavras “Telefonia VoIP”, através do Google Trends. A comparação foi feita no mesmo período de 2014 x 2015 (vermelho).

grafico

Obviamente o gráfico não reflete exclusivamente a situação do mercado, mas podemos perceber a crescente busca comparada a 2014.

Dessa forma, podemos ver o lado bom da crise para as operadoras de telefonia voip.

 

 

Comentários

Comentários